Vitrine do samba

2011 – Arco Íris – Jundiaí – Enredo e Sinopse


Publicado em 24 ago 2010

ESCOLA DE SAMBA ARCO-ÍRIS

Jundiaí – SP

 

CARNAVAL 2011

INTRODUÇÃO

A cultura do samba é de conhecimento de todos ,meio de manifestação cultural que envolve melodia, ritmo e dança, baseada na inspiração de histórias, contos, romances e fatos que borbulham nesta grande festa popular. Portanto neste carnaval a ARCO-ÍRIS se torna a apresentadora da história e trajetória do mago o Doutor “TOBIAS MUZAIEL” , que protagonizou a comunicação jundiaiense.

Filho de imigrantes Libaneses, mas jundiaiense da gema, na infância debruçava na janela de sua casa, extasiava-se com o som de alto falantes que circulavam anunciando as novidades do comercio local, em especial da progressista Vila Arens onde morava.
Esta atividade ficou girando em sua mente. Seu destino delineava os primeiros traços, que o levariam à realização de um sonho.

O tempo passou e o pequeno Tobias despontava com uma voz potente e característica, que o diferenciava dos demais de sua faixa etária.

Nesse momento, a locução indicava sua profissão. Aos 14 anos, fase em que todo adolescente muda a tonalidade da voz, Tobias fez um teste na Rádio Difusora Jundiaiense, e para sua surpresa, passou.

Sua voz jamais seria esquecida na jundiaiense terra da uva.

Confiante e com muita coragem candidatou-se para ser garoto – propaganda na TV Paulistana, canal 5 (antiga Organização Victor Costa, a OVC) “hoje Rede Globo”. Passou no teste e começou a entrar ao vivo na promoção dos produtos dos patrocinadores.

Ao mesmo tempo em que fazia sucesso neste canal, Tobias foi convidado a assumir o lugar de Hermany que era gerente na rádio difusora.Com rádio em seu coração,não conseguiu resistir. Nesta época foi colocada em prática uma idéia inovadora que até hoje é lembrada por quem acompanhava a emissora Jundiaiense: o lançamento da linha BN (Bossa Nova).

O surgimento com sucesso deste estilo musical, Tobias Muzaiel aproveitou seus contatos em São Paulo criando uma programação que incluía a apresentação de artistas famosos em Jundiaí. Lembrou dos ônibus lotados com os artistas da OVC para realizando shows no Polytheama. A linha BN arrebatava um grande público nos programas de auditório,que ficavam dia a dia mais concorridos.

No decorrer do tempo, o diretor da radio difusora jundiaiense, reconhecendo sua capacidade de empreendedor, lhe ofereceu as ações da empresa, aproveitando a oportunidade assumiu com reponsabilidade e a emissora decolou.

Na década de 60, a imprensa escrita também exercia fascínio neste grande empresário, surgiam novos jornais em Jundiaí que nasciam e morriam com muita velocidade. Nesta época Tobias fundou um jornal mais arrojado o Jornal de Jundiaí, páginas de fácil leitura e valorizando a ilustração, com essa inovação abriu fronteiras em outras cidades, conquistando o mercado pelas suas edições.

Na década seguinte, a Rádio Difusora e o JJ lideravam em todas as manchetes e anúncios, programas e colunas, conquistando ouvintes fieis e leitores da comunidade Jundiaiense e região.

Hoje o resultado esta aí, o sucesso da imprensa falada e escrita, o maior grupo de comunicações da cidade e região, por não ter medo de errar e sempre ousar em sua brilhante caminhada, Tobias Muzaiel conseguiu chegar ao topo da sua escalada profissional.

Sua imagem se manterá sempre viva e presente para aqueles que o conheceram e foram testemunhas da luta. Esse guerreiro que tanto
batalhou e conquistou o modernismo da comunicação para a cidade consagrou o respeito de todos que o rodeavam e de toda nossa população.

Para Tobias Muzaiel, a rádio nasceu para o povo, é a voz de Jundiaí, sempre ao lado da cidade. Sobre o futuro, sempre afirmou que a
Difusora estaria atenta à informação e globalização sem esquecer-se dos anseios locais. “A emissora vai se tornar uma rádio digital”, vaticinava.

A Verde e Rosa vêm somar forças com a equipe deste império para mostrar os frutos das vitórias , para aqueles que não conheceram a
história deste vencedor consagrado!

colaboração:-Andrade Jorge

CARNAVAL – 2011

Enredo:-“Das ondas do rádio às páginas do jornal, Tobias Muzaiel, o mestre imortal”

Autor: Foguinho

SINÓPSE

Na era do rádio, quando as emissoras anunciavam a nível nacional o sucesso das marchinhas, marcha-rancho musicas de carnaval, surgia na radio Difusora de Jundiaí a oportunidade de uma nova carreira, de locutor profissional, e após o teste realizado seu destino foi traçado, começa aí a trajetória fascinante de “TOBIAS MUZAIEL” o eterno mestre das comunicações de Jundiaí.

Neste inicio de carreira, enfrentou o grande desafio, com patrocínio industrial lançou um programa de muito sucesso, o grande baile de carnaval, estava no ar o “Radio Show Carnavalesco” apresentando ao auditório e ouvintes, um grande elenco de cantores, cantoras, escolas de samba e cordões.

Seu espírito indomável e disposto a grandes desafios o levou a São Paulo, mais precisamente ao estúdio de uma TV e sua imagem circulou os lares dos paulistas como “Garoto Propaganda” anunciando produtos de marcas famosas, conforme o produto, a caráter se apresentava, versátil nos anúncios talento e não lhe faltava.

O tempo burilou seu talento, a jóia resplandecia tanto que de empregado tornou-se patrão. A radio Difusora de Jundiaí ganhou novo comandante, e sob sua direção revolucionou a programação trazendo para a cidade artistas da capital, cantores, humoristas e atores, grande elenco de fama, super espetáculos lotando o “TEATRO POLYTHEAMA”.

Sempre à frente de seu tempo Tobias vislumbrou novos horizontes no ramo da comunicação. Assim um novo Jornal se fazia presente nas bancas da cidade e região. Não era apenas mais um periódico, era o J.J. que nasceu para brilhar tanto quanto seu criador. Nasceu na imprensa jundiaiense esta forte união, o modernismo foi a tônica constante pra cidade, do estúdio à redação, sucesso absoluto comprovado pelos ouvintes da radio e leitores do jornal com as informações que vinham da Cavalcante e da Barão.

Certa ocasião o governo local desistiu de realizar o carnaval de rua, Tobias assumiu o evento e com maestria realizou essa maior festa do folclore brasileiro. O povo compareceu e os foliões agradeceram por mais esta conquista.

No agito cultural seu estilo era soberano, apresentava com brilho o desfile de passarela, como o concurso de rainha do carnaval; Nos clubes de Jundiaí e região animava bailes das Debutantes, apresentou com brilhantismo a entrega do premio das “10 mais elegantes da cidade”; Foi mestre de cerimônia em vários municípios. Criou o troféu coringa, agraciando celebridades de destaque na sociedade.

Há alguns anos atrás, uma importante emissora de televisão lançou um quadro de disputa chamado Cidade X Cidade, que ia ao ar aos domingos, Jundiaí marcou presença por intermédio deste homem, agitando todo o município.

Outra grande novidade lançada por esse grande homem foi a Jund-feiras, que mostrou ao Brasil a importância de Jundiaí, expondo produtos consagrados de origem de nossa cidade.

Sua vida sempre foi uma grata surpresa, graças a sua eloquente vivacidade, ora como orador, poeta, doutor, sua trajetória era de sucesso constante, pra quem o admirava ele sempre aconselhava “Se quer vencer na vida, nunca tenha medo de errar e nem de ousar, quando idealizar um projeto, conclua-o brilhantemente, não temos a certeza do que virá depois, mas se fizer bem feito, ficará marcado para sempre”.

Realmente ele seguiu este exemplo de vida e realizou tudo o que idealizou, fez da vida um mundo fascinante, e a VERDE E ROSA entrou em sintonia, antenada nesta brilhante história, rebuscou na inspiração os versos para um belo refrão, e nesta noite eis o que sou: “Personagem e mensageira deste gênio da comunicação!”

“Das ondas do rádio às paginas do jornal, Tobias Muzaiel o mestre imortal”

.

Foguinho

Acesse o site da escola: Clique aqui!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados à Conquista Marketing e Propaganda - 2005 à 2011.