Vitrine do samba

GRES Boca de Siri Lança Enredo e Emblema Oficial para o Carnaval 2014


Publicado em 1 ago 2013

GRES Boca de Siri Lança Enredo e Emblema Oficial para o Carnaval 2014

 Boca Siri enredo 2014

 Os GRES Boca de Siri lançou no último dia 13 a sinopse o emblema oficial de seu enredo para o Carnaval 2014.

Aproveitando a realização da Copa do Mundo no Brasil, a agremiação levará para a avenida o enredo “Tem Futebol no País do Carnaval”, dos carnavalescos Valério Guidinelle e Renato Bandeira.

O Boca de Siri é a quarta escola a desfilar na segunda-feira, 03 de março de 2013, pela Série C do Carnaval carioca.

Abaixo segue a sinopse:

Tem futebol no país do carnaval!

Enredo de Valério Guindinele

Enredo de Renato Bandeira

Carnaval!

Futebol!

Duas paixões, capazes de mobilizar milhares de pessoas que, de uma forma ou de outra, sempre caminharam juntas.

Desde que o samba é samba é assim: o batuque embala as jogadas do esporte bretão e se torna uma das trilhas sonoras obrigatórias quando se fala em futebol.

Torcidas se inflamam ao som de sambas-enredo, e o futebol serve de inspiração para sambistas. Uma troca intensa e feliz! Coisas que só se vê no carnaval e no futebol.

Hoje, o país do carnaval se veste com todas as suas fantasias para brincar, festejar e torcer. Pierrôs, colombinas e arlequins, símbolos do carnaval, levantam a bandeira verde e amarela, e com eles um time carnavalizado: clóvis, malandros boêmios e mulatas fogosas.

Juntos, mobilizam a massa e convidam a todos para a torcida. São palhaços, caciques, ciganos, xeques, fadinhas,  presidiários, melindrosas, gatinhas, coelhinhas, cachorrões, papagaio e boi. Até o canarinho vem para festa. Todos fantasiados e com uma só paixão no coração: torcer, torcer e torcer.

 O hábito de jogar com os pés parece estar no inconsciente coletivo da humanidade desde sempre. Por volta de 3000 a.C., na China Antiga, estão os primeiros registros de que o homem usava os pés e algo que se parecesse com a atual bola para a prática de um jogo. Era o Cuju, um treinamento militar do Exército Chinês, em que as equipe chutavam a cabeça (!!) dos soldados inimigos mortos em combate.

Os maias também tinham o seu jogo de bola. Por volta de 900 a.C., praticavam um “futebol ritualístico”, o Pok ta pok. Nele. O líder da equipe perdedora era sacrificado e oferecido aos deuses ao final de cada partida.

Quando os romanos dominaram a Grécia, entraram em contacto com a cultura grega e acabaram assimilando o Episkiros, porém o jogo tomou uma conotação muito mais violenta e que passou a ser chamado de Harpastum. Além do futebol, talvez tenha derivado, também, o futebol americano.

Na Itália Medieval, o Harspastum tornou-se o Gioco di Cálcio, e, por volta do século XVII, chegou a Inglaterra, onde ganhou regras diferentes e foi organizado e sistematizado. Nas duas extremidades de um campo inicialmente gigantesco, foram instalados dois arcos retangulares chamados de goal. A bola era de couro e enchida com ar. Nascia, assim, o Football Association.

Nascido no bairro paulistano do Brás, Charles Miller viajou para Inglaterra aos nove anos de idade para estudar. Lá tomou contato com o Football e, ao retornar ao Brasil em 1894, trouxe na
bagagem a primeira bola de futebol e um conjunto de regras e foi o precursor do futebol no Brasil.

Aqui, o futebol encontrou terreno fértil para virar arte e se tornar o melhor do mundo. Por cinco vezes chegamos ao topo do mundo.

Este ano, prepare seu coração, pois, pela segunda vez, vamos sediar o mundial de futebol.  Em 1950, todos esperavam que viesse, o primeiro título do futebol brasileiro. Mas, em pleno Maracanã, a seleção uruguaia estragou nossa festa e festejou seu segundo campeonato.

Vamos colorir as ruas de verde e amarelo, pois elas são a maior arquibancada do país.

Vamos mostrar nossa alegria e proporcionar para o Brasil e para o mundo um grande espetáculo. Nossos guerreiros vão atrás de mais um título. Porém, mais do que isso, temos a missão de mostrar ao mundo nossa capacidade e talento, também para organizar grandes eventos.

E o título? Assim como no carnaval, que vença o melhor! E que mais uma vez, a vitória seja nossa, e sob o canto de ordem do nosso país:

“Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada, Entre outras mil,
És tu, Brasil, Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil”

.

Valério Guindinele
Renato Bandeira

Informações Complementares

Criada pelo francês Jules Rimet em 1928, a Copa do Mundo tem a sua primeira edição no Uruguai, em 1930, contando apenas com treze seleções. Nas duas edições seguintes (1934 e 1938), foi a Itália quem ficou com os títulos. Nos anos de 1942 e 1946 a competição não aconteceu em consequência da Segunda Guerra Mundial.

O Brasil foi escolhido para sediar o mundial de 1950 e chega à final com a seleção do Uruguai, no recém construído Maracanã e sua torcida de aproximadamente duzentos mil espectadores. Seria um sonho para o Brasil ter seu primeiro título em casa, mas o sonho não se realiza e, por 2 a 1, a seleção do Uruguai se sagra campeã. O Maracanã se cala e todo o Brasil chora.

Pela primeira vez o Brasil ergue a taça em 1958 na Suíça, e apresenta para o mundo aquele que seria considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

Quatro anos depois, em 1962, no Chile, o Brasil se sagra campeão, erguendo a taça pela segunda vez. E, em 1970, no México, com uma seleção de craques como, Pelé, Tostão, Rivelino e Carlos Alberto Torres, entre outros, o Brasil se torna tricampeão ao vencer a Itália por 4 a 1 e ganha o direito de ficar, em definitivo, com a taça Jules Rimet.

Depois de vinte e quatro anos sem título, a conquista chega em 1994, na Copa do Mundo dos Estados Unidos. Liderada pelo artilheiro Romário, a seleção vence a Itália em uma emocionante disputa de pênaltis.

No mundial seguinte o Brasil chega novamente a final, porem perde para a anfitriã França.

Em 2002, na Copa do Mundo do Japão e da Coreia do Sul, o Brasil se sagra pentacampeão com um time liderado pelo goleador Ronaldo, derrotando a seleção da Alemanha por 2 a 0 na final.

Em 2010, pela primeira vez a realização de uma Copa do Mundo acontece no continente africano, e a África do Sul é sede do espetáculo em que a Espanha se tornou campeã de uma Copa do Mundo também pela primeira vez.

Existem varias curiosidades em torno da seleção que a colocam no topo do ranking das Copas – e  desejamos que as coisas continuem assim:

§    Somos o único país a participar de todas as Copas do Mundo;

§    O recorde geral de gols da história das Copas do Mundo é do brasileiro Ronaldo: quinze gols;

§    O Brasil é o país com mais títulos, cinco Copas do Mundo;

§    Em 1938, no Mundial realizado na França, o jogador brasileiro Leônidas marcou um gol descalço, o curioso aconteceu no jogo Brasil e Polônia, vencido pela nossa seleção por 6 a 5;

§    Na Copa do Chile, em 1962, na disputa entre Brasil e Inglaterra, um cachorro invadiu o campo e proporcionou uma das cenas mais hilárias de todos os tempos da Copa. O habilidoso Garrincha foi para cima do cachorro e tomou um grande drible do animal, que não se permitiu ser capturado pelo craque;

§    No México, em 1986, no jogo entre Brasil e Espanha, os brasileiros foram pegos de surpresa. Em vez de tocar o Hino Nacional Brasileiro, tocou o Hino à Bandeira;

§    Pelé foi o jogador mais novo a marcar um gol em Copa do Mundo, com apenas dezessete anos de idade, contra a seleção do País de Gales, em 1958;

§    Brasil e Alemanha são os maiores finalistas de todos os tempos, chegaram em finais de Copa do Mundo por sete vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados à Conquista Marketing e Propaganda - 2005 à 2011.