Vitrine do samba

2006 – Guaratinguetá – Letras de todas as Escolas


Publicado em 10 jan 2006

CARNAVAL 2006 DE GUARATINGUETÁ


LETRAS DOS SAMBAS ENREDOS

___________________________________________________________________________________

G.R.C.E.S. EMBAIXADA DO MORRO


ENREDO: “Santo de Casa faz Milagre!”


Comissão de Carnaval:
Tiago Domingos, “Tilica do Pel”,  Mateus Domingos, Sávio Reis, Nei Tenório e José Cláudio
Compositores : Danilo Barros, “Gú 7 Cordas”, “Dunga do Cavaco e “Tilica do Pel”
Intérprete Oficial : “ Lé Sambaí ”

LETRA:

Guaratinguetá,
Abram alas … iremos passar.
O sonhador teve a coragem:
Vamos poder sambar!
“Acenda a luz, empreste o palco”,
Nossa gente quer brilhar.
A comunidade estava com saudade,
Desta festa, “que foi festa popular”!
A Velha-Guarda tem razão:
Além de luxo, deve haver mais emoção.

Ecoa o grito no “Morro” ( ô ô ),
Faça a cuíca “roncar”  .                  ( BIS )
Não alienie a cultura do povo,
Ouça a Embaixada cantar!

Terra …
De doutores, poetas, artistas
Políticos, escritores, grandes esportistas
Temos “Rei do Violão”,
“Presidente da Nação”
O “Anjo Negro” o mundo viu brilhar
Estrelas num cenário de glórias,
Mitos que marcaram a nossa história

No coração … convicção,
É de Frei Galvão esta cidade!             ( REFRÃO )
Quem acredita sempre vai à luta,
”Santo de Casa faz Milagre”!

 ____________________________________________________________________

G.R.C.E.S. ACADÊMICOS DO CAMPO DO GALVÃO


ENREDO: “O Círculo do Céu – A Magia dos Signos”


Carnavalesco:
Fransérgio
Compositores: Douglas e “Zé Lima”
Intérprete Oficial: Wantuir

LETRA:

O céu se iluminou
Num véu de estrelas
E envolveu a Terra
Na energia do espaço sideral
A dança dos signos
Marca o compasso do imenso mapa astral

Em cada signo, “o ser”         ( BIS )
Abraça o prazer de viver

O sol nasceu e acendeu o meu olhar
Vi o universo em água, terra, fogo e ar          ( BIS )
De corpo e alma incorporei-me à natureza
Dessa grandeza, sou a luz e vou brilhar

Nas pedras preciosas
A mística proteção
O aroma, o encanto das cores
O homem a desvendar astrologia
Descobre o amor, a noite e o dia
É o mistério da paixão
E a essência da Era de Aquário
Leva a humanidade à reflexão
Contagiando o Campo do Galvão

Eu li os astros … hoje é o nosso dia
Trago a magia e poder celestial                 ( REFRÃO )
Explode a alegria
Sou Acadêmicos … é Carnaval

 ____________________________________________________________________

 G.R.C.E.S. BEIRA-RIO DA NOVA GUARÁ


ENREDO: “Da inspiração à evolução:Santos Dumont, 100 anos de aviação”


Carnavalesco:
Aílton Soares
Compositores : Magal e “Ânderson do Cavaco”
Intérprete Oficial : Freddy Viana

LETRA:  

Sonhei, sonhei, sonhei …
Sonhei bem alto pra chegar onde cheguei    ( BIS )
Encarando com realidade
Sonho de Ícaro, realizei

Vendo o bailar da natureza
Mas que beleza …
O homem teve a inspiração
Deus não lhe deu asas
Mas caprichou na imaginação
Como um “conto de fadas”
Encantou Paris
A história mudou, o povo aplaudiu
O vôo do “14 Bis”

Voar, voar, voar
Oi … voar é bom                  ( REFRÃO )
A humanidade agradece
Obrigado, Santos Dumont

O progresso, então chegou
O que era puro, virou destruição
Armas voadoras fazem chorar
O “Pai da Aviação”
E hoje construindo um ideal
Em nosso Vale é orgulho nacional

Vem meu amor, me dê a mão
Vamos voar pra Nova Guará                  ( REFRÃO )
Bate forte bateria, Beira-Rio anuncia
O sonho vai continuar       

 ____________________________________________________________________________

G.R.C.E.S. BONECOS COBIÇADOS


ENREDO : “Fiz escambo. Fui tropeiro. Fui mascate. Sou Bonecos, Mercador, na busca de mercado”


Autores do enredo:
Comissão de Carnaval
Compositores :
“Jefinho”, “Fandangos” e “Dunga do Cavaco”
Intérprete Oficial : Wander Pires

LETRA:

O homem viaja o mundo
Para suprir necessidades
Aportando na Fenícia
Povo de grande habilidade
Caravanas vindas de todo lugar
Surge o mercado, então, para se negociar

Da Pérsia, veio o tapete
Da África, ouro e marfim
Seda e porcelana chinesa
Da Índia, outros afins
Monopolizando a riqueza
Veneza é o espelho da beleza

O Pau Brasil virou o capital
Dos Portugueses, no mercado mundial ( BIS )

E assim (ô….)
O comércio se modernizou
Hoje até o camelô
Faz negócio por computador
No “Shopping Avenida”
Visto a fantasia
“Escambo” o baixo astral
Pela alegria desse Carnaval

No rufar da bateria
Quem quiser pagar pra ver                                   ( REFRÃO )
Vai pulsar seu coração
Em “Verde e Rosa” pra valer

Moça aqui não paga, mas também não leva
Vem pro Bonecos que a hora é essa

 ___________________________________________________________________

 G.R.C.E.S. UNIDOS DA TAMANDARÉ


ENREDO: “Quando um Pedro encontra outro Pedro: Carnaval no Céu!”


Carnavalesco
: Francisco Carvalho
Compositores : Denílson França, “Paulão” e “Ânderson do Cavaco”
Intérprete Oficial : “Nei Beição”

LETRA:

É Carnaval no céu
Minha estrela ilumina
Nesse palco “azul e branco”
Brilha meu manto celestial
Onde encontrei, bambas imortais
“Estrela Maior” de outros carnavais
Anjo Querubim toca tamborim
Sambando, sambando, no maior astral
Nossa Escola num desfile magistral

Canta meu povo, mostra força e união
Aplausos na passarela                                  ( BIS )
Lá vem ela, tão bela, girando o pavilhão

“Se a coisa aqui em cima está boa”
“Lá embaixo o bicho pega”
Veja, Pedro Bonachão
É tanta confusão, injustiças sociais
Viver eternamente, ser feliz
Amar, sorrir, brincar … reinventar
O sonho pode acontecer
Sou folião na noite de prazer

Coração apaixonado
Bata apertado, no “tum tum” da bateria     ( REFRÃO )
Tamandaré, realidade em fantasia
Faz a festa até raiar o dia

________________________________________________________________________________

 A.R.C.E.S. MOCIDADE ALEGRE  DO PEDREGULHO


ENREDO: “E fez-se a Luz: Criador, Criação e Criatura”


Autores
: Márcio Arrezzi e Evanildo Nicoli
Compositores : Márcio Arrezzi, “Buchinha do Cavaco” e Gerson
Intérprete Oficial :
Márcio Arrezzi

LETRA:

O Criador …
Num gesto divinal ,
Criou a Terra, fez brilhar a luz, o amor …
O espaço sideral
Olhando o sol, o infinito,
O luar bonito na escuridão
O homem, a vagar, criou seus mitos,
No fogo, reluziu a emoção .

Lá na mata, na aldeia (na aldeia),
A candeia clareou (clareou) .                 ( BIS )
A mãe negra rezadeira,
Abençoou, iluminou

Conta a história: o mundo evoluiu
À “luz” da razão, da inteligência
A Ciência, a luz difundiu,
Na natureza, luz é cor, é energia, vida e calor

Na arte é candura, ilusão é cultura
Talento, irrealidade
A “luz” da verdade, é “luz” que conduz,
À paz, à felicidade . . .
A Mocidade é “luz”,
Que hoje faz sonhar toda cidade

Vou me embalar nessa aventura,
Viajar nessa folia .                             ( REFRÃO )
Ver a luz, o tempo recriar,
Irradiar paixão e alegria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Todos os direitos reservados à Conquista Marketing e Propaganda - 2005 à 2011.