Oh! Freguês promove 3° Edição do Projeto Samba-Enredo Social Club

Publicado por Rota do Samba em

Oh! Freguês promove 3° Edição do Projeto Samba-Enredo Social Club

Terá Eliana de Lima e homenagem póstuma ao compositor e cantor                                    Dom Marcos, no próximo dia 19/09, quinta-feira                                                                           

As reservas podem ser feitas pelo telefone:9.8925-0069 e os ingressos saem por R$20. O bar Oh! Freguês fica na Praça da Matriz, número 145, no coração da Freguesia do Ó,um dos locais mais charmosos de São Paulo.
Após o sucesso das duas primeiras edições do projeto Samba-Enredo Social Club – A maior roda de samba-enredo do Brasil, Darlan Alves, idealizador do evento, receberá Eliana de Lima, a primeira voz feminina do Carnaval de São Paulo e os grandes cantores Agnaldo Amaral, da Nenê de Vila Matilde, Celsinho Mody, da Acadêmicos do Tatuapé, e Ernesto Teixiera, dos Gaviões da Fiel, a mais antiga voz da folia de São Paulo. Além deles, também estarão presentes os compositores multicampeões Grego, Márcio Pessi, Paulo Sena, Rapha SP e Maurício Pito para essa grande homenagem aos poetas e suas obras eternizadas pela maior festa cultural do nosso país.
“Reunimos ícones do Carnaval para essa edição especial que vai homenagear o ilustre e icônico compositor e intérprete, Dom Marcos. Será a primeira homenagem para exaltar sua trajetória e obra após sua partida”, conta Darlan. Em 2018, Dom Marcos e Eliana de Lima participaram da faixa “Manto Sagrado, A História que o Tempo Bordou“ do CD “Sambas de Enredo Carnaval 2019”, da Liga das Escolas de Samba, pela agremiação Mocidade Unida da Mooca . “Será emocionante para todo público do carnaval poder exaltar a obra e a história do amigo Dom Marcos, que deixou seu talento por todas as agremiações que passou”, ressalta o cantor Darlan. Dom Marcos faleceu em 15 de junho deste ano aos 62 anos.
Dom Marcos
Foi um dos maiores compositores e cantores de sambas – enredo brasileiro. Famoso no Carnaval de São Paulo, fez história por todas as agremiações que passou: Cabeções de Vila Prudente, Nenê de Vila Matilde, Rosas de Ouro, Mocidade Unida da Mooca, Dom Bosco, Unidos de São Lucas e Colorado do Brás. De todo seu legado artístico, três sambas foram eternizados “Babalotim, a história dos afoxés”, Leandro de Itaquera, 1989, “Do iorubá ao reino de oyó”, Cabeções de Vila Prudente 1981 e “Catopês do milho verde. De escravo a rei”, da Colorado do Brás, 1988. Dom Marcos inspirou seus filhos Dom Júnior e Thiago Lima a seguirem sua brilhante carreira como intérpretes de samba-enredo.
.
Por Lara Schulze



0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.