Vitrine do samba

2013 – Acadêmicos do Santa Fé – Taubaté – Sinopse


Publicado em 6 out 2012

GRÊMIO CULTURAL ESCOLA DE SAMBA

 ACADÊMICOS DA SANTA FÉ

Taubaté – SP

ENREDO DO CARNAVAL 2013

          “BEM VINDO A PARINTINS A ILHA ENCANTADA APRESENTA A FESTA DO BOI-BUMBÁ”

.

Presidente – Vicente Aparecido
Carnavalesco – Ccomissão de carnaval
Desenvolvimento – Luan Victor

Introdução:

No final do século XVII, em uma noite de ritual na nossa exuberante floresta amazônica, Índios tupinambás avistam seres misteriosos que se levantam à direita do Rio Amazonas formando grandiosas sombras. Eram animais marinhos que à luz do dia, via-se através das folhas dos coqueirais. Curiosos e destemidos as tribos descobrem um verdadeiro paraíso de fascinação: uma ilha encantada, jóia rara da fauna e da flora a qual deram o nome de Tupinambarana.

Mais finalmente em 1880 foi batizada como Parintins, nome oriundo da tribo Paritintins antigos habitantes do local.

Mas hoje tem festa na aldeia, e Acadêmicos da Santa Fé traz o fascínio de Parintins, da sagrada ilha dos igarapés e mananciais, da exuberante flora, da fauna encantadora e dos místicos rituais.

Nossa Escola traz para avenida o encanto dessa filha do Amazonas, uma verdadeira rainha das águas. Vem mostrar a beleza das festas folclóricas, dos mitos, das lendas. Enfim um arco-íris de cultura em pleno território brasileiro.

Vamos ser felizes com a festa do boi-bumbá, caprichar na poesia e garantir felicidade, exaltando o povo indígena, povo este que o homem por vezes ignorou, extinguindo várias tribos e suas culturas.

Que ruflem os tambores e na magia das cores nossa escola vai passar.

Sou TUPINAMBÁ… na terra de índio, de gente feliz, de gente risonha… Sou PARINTINS, O SORRISO DO AMAZONAS!

         

SINOPSE

       As margens do rio amazonas, uma pequena cidade de nome Parintins realiza, a cada ano, uma festa verdadeiramente amazônica em torno de dois bois: o “Garantido” e o “caprichoso”.

O Festival Folclórico de Parintins tem sua história representada pelos dois grupos boi-bumbá, o boi “Caprichoso”, todo negro com uma vitoriosa estrela azul na testa, e o boi “Garantido”, todo branco e com um coração vermelho entre os olhos. Essa colorida batalha entre os dois deflagrou uma feroz luta carnavalesca.

Ritmos, toadas, danças, corpos, esculturas e fantasias vão compondo um grandioso espetáculo, mas o ponto alto desse espetáculo é a entrada do boi-bumbá que encenam a história de Pai Francisco e Mãe Catirina, Tuxauas, Cunha-Poranga, Pajés com suas inúmeras tribos, lendas e rituais indígenas.

O singelo enredo foi sendo enriquecido com os ingredientes cultivados pela imaginação dos povos do amazonas, sendo introduzidos na história o cotidiano e os mitos dos índios, dos animais e da magia.

Assim, os dois bois simbolizam a fusão cultural com a própria natureza representado as diferentes raízes da região.

Neste Festival Folclórico é apresentado, em um só tempo mitos, contos e lendas, por meio de figuras, carros alegóricos, tudo acompanhado das palavras do apresentador, que via narrando cada detalhe dessa história.

Parintins habitado pelos índios, que aparece em meio a rituais, representam a divindade e a sabedoria indígena. O festival também apresenta figuras lendárias, mitológicas, religiosas, além de personagens vindos das crenças indígenas, como a Iara, o Curupira, o Cobra Grande, o Boto Cor de Rosa, entre outros.

A música adquire um tom indígena devido ao som das palminhas dos maracás de madeiras e dos tambores. O ritmo enriquecido pelo desfile da tribo com a batida de uma dança indígena.

No entanto, um olhar atento pode acessar inúmeras informações, desde as mais antigas crenças religiosas até os sonhos e os temores próprios dos seres humanos, passando ainda pelos desejos políticos da população, sem esquecer também dos fatos históricos.

Os aspectos físicos e geográficos não traduzem totalmente o que é Parintins, a cidade dos Bumbás Caprichoso e Garantido, mas também uma cidadela simples que impõe atitude pelas diversas particularidades que possui e que encanta qualquer visitante. Hospitalidade, alegria, devoção e simplicidade são as chaves do sucesso dessa cidade.

E que de lá surge “lendas e histórias sendo imaginação ou real”, e isso se torna o grande atrativo dessa cidade que é chamada também de “Parintins a ilha encantada”

E assim neste ano de 2013 sobre a proteção da padroeira de Parintins Nossa Senhora do Carmo a Verde e Branco de Taubaté vai mostrar seu carnaval.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Todos os direitos reservados à Conquista Marketing e Propaganda - 2005 à 2011.