Vitrine do samba

2012 – Vitória – Enredos e Letras (todas as escolas)


Publicado em 28 out 2011

VITÓRIA (ES) – CARNAVAL 2012

Enredos e Letras do Samba das Escolas de Samba

.

MUG

“Gonzagão! Filho do Sertão, Majestade do Baião – 100 anos em glória”
Compositores: Diego Nicolau, Maurício Bona, Claudinho Vagareza e Thiago Brito
Intérprete: Thiago Brito, Fernando Brito e Diego Nicolau

CLIQUE E OUÇA

Puxa o fole, sanfoneiro.
Chama o mundo inteiro que eu vou versar
A vida desse “cabra bão”, filho do sertão
Que o “luar de prata” veio iluminar
Luiz do Nascimento, um “talismã” que em Exú nasceu.
“Gonzagamente” genial, pernambucano especial.
Do pai herdou acordes
Jovem talento que o reisado batizou
“De Januário” mostra seu valor que Deus abençoou

Segue o traço do destino, cantador.
Pelo meu Brasil menino, vai brilhar.
Faz do Rio morada, e da noite, canção.
Leva a saudade no seu coração

Meu “Padim Padi Ciço” guia a tua andança
“Vira e mexe” a emoção nas ondas do rádio se torna herança
No palco, é xote e xaxado, é o consagrado Rei do Baião.
O mundo abraça ligeiro esse valente “leão”
Oh! Meu pé de serra, minha “Asa Branca”.
Jamais irei te esquecer
Se as “vozes da seca” calaram é o sinal que o amor vai florescer
“Velho Lua”, “vida de viajante” são recordações.
Que teu peito guardou em forma de canções

É festa, amor! Que felicidade!
Cai na folia, não se “avexe” não.
De vermelho e branco, minha Mocidade
Vem exaltar o mestre Gonzagão.

.

BOA VISTA

“Vida em Poesia… A Lira que é Lucinda”
Compositores: Emerson Xumbrega, Sidney Mingau, Bid do Cavaco e Júlio Negada
Intérprete: Emerson Xumbrega

CLIQUE E OUÇA

Abram-se as cortinas
É noite de festa, o show vai começar
Nasceu sob a luz do divino
E a proteção de Iemanjá
Foi criança no quintal da poesia
Brincou com os versos, descobriu a melodia
Sua alma de artista despertou
“Filina” que tanto a ensinou
O sonho no teatro se realizou
Literatura, expressão de um grande amor

Na batida do congo, o tambor
Se você me chamar, eu também vou
Canta, canta Madalena
Bota a saia pra girar, ninguém resiste
Ser Capixaba também é chique!

A poesia partiu, cruzou os mares e foi morar
Mostrado em versos e prosas
Varal na cidade maravilhosa
Agora o estrelato é na televisão
Apaixonada é Pérola mulher
Reviver Kananga do Japão
Amor materno é ter sensato coração
É linda criação Casa Poema
O brilho dos teus olhos entra em cena
O nosso orgulho é você
Brilha de Cariacica para o mundo
Negra mulher guerreira genial
Que a Lira anuncia é Carnaval

Nas cores do meu pavilhão
A lua saiu, o céu se enfeitou
Para ver a minha Boa Vista mais linda
Poema de amor Elisa Lucinda!

.

PIEDADE

“Piedade, um ato de amor na vida de tantas Marias… Guerreiras ou Anjos de Luz?!”
Compositores: Leley do Cavaco, Renilson Rodrigues e Gustavo Fernando
Intérprete: Marquinho Gente Bamba

CLIQUE E OUÇA

Do caos surgiu
O universo em um toque divinal
No sopro divino, que belo destino
Concebe o homem a sublime criação
A fúria de Zeus a mulher revelou
Curiosidade que o mal libertou
A humanidade chora pela Caixa de Pandora
Da bondade dos deuses, a perfeição
São tantas Marias guerreiras ou não
Combatem os males do mundo
Revelam virtudes na beleza de seus dons.
Abraço singelo de um anjo de luz
As grandes mulheres que ao mundo conduz
Oh Mãe Piedade me livra do mal
A Deusa do Samba no meu carnaval.

É tanto amor, que devoção
A minha fé na doação
Quero muito mais fraternidade
Paz, alegria e igualdade
Crescer, viver, ser feliz
No embalo de um só coração
Do ventre que nasce o amor
Carinho ao irmão, por favor
A mão que oferece a rosa
Preserva o perfume da flor.

Piedade
Liberta a esperança na avenida
Ela é a força, o samba, a mais querida
AFECC é um ato de amor.

.

JUCUTUQUARA

“Mistérios e Encantos da Ilha de Tupinambarana”
Compositores: Leley do Cavaco, Renilson Rodrigues e Gustavo Fernando
Intérprete: Kléber Simpatia

CLIQUE E OUÇA

Amazonas
Sopra forte o vento pelo rio mar
Entre tormentas, aportou a caravela
Vi índios guerreiros a louvar
A Deus Tupã o amor a terra
As cunhatãs devotam eterno amor
Num ritual que ao branco encantou
Na sedução de botos e Iaras
Das grandes lendas, Icamiabas
Da floresta surgem seres encantados
E na batida do tambor meu Eldorado

São três noites de magia,
Gira o mundo o meu Boi Bumbá
Sou Garantido amor, Jucutuquara eu sou
E Caprichoso na avenida vou cantar.

Vem nessa toada
Na ilha encantada, folclore é tradição!
O orgulho do povo vem do festival, quanta emoção!
Me apaixonei na magia e beleza, Poranga a dançar
Como eu vibrei vendo meu boi bailar
No verso do amo o amor se fez canto que fortaleceu
A fé no Pajé, com samba no pé, o meu boi renasceu.

Agita galera vamos caprichar
Azul e vermelho, linda Parintins
A Nação garante o show! Pode aplaudir.
Deusa sereia vem me seduzir.

.

BARREIROS

“Barreiros canta a cultura das terras de Aracruz”
Compositores: Luiz Carlos Costa Pereira, Maneco e Marxson do Cavaco
Intérprete: Henrique Pelé

CLIQUE E OUÇA

Na fonte da minha inspiração eu naveguei
E os nativos não deixaram seu Cabral
Ancorar os seus navios vindos de Portugal
Bravos guerreiros de armas na mão
De cara pintada contra a invasão

Tocando tambores, dançando pra guerra
Sou índio, sou forte, sou dono da terra

O imperador esteve aqui em idos passados
Quando tudo era província antes contestado
E a sua comitiva real com beleza e fidalguia
Se hospedaram até o raiar do dia

No quilombo, os quilombolas fugiram do Cerrado
Sou bisneto de escravo, mas sou alforriado

Hoje, em Aracruz tudo encanta
A sereia canta em projetos culturais
O eldorado capixaba protege os animais
Maravilhoso o projeto Tamar
O folclore e a cultura, a arte popular
Os defensores que preservam as matas
Despoluem os rios, manguezais mananciais
Sempre em nome do progresso
Salvando as riquezas minerais
Barreiros, o povo te clama
Levantem as bandeiras da consciência e da paz
Pintar a cara novamente
plantar muitas sementes para nova geração

O que será da educação
E o futuro da nação

.

IMPERATRIZ DO FORTE

“SESI 60 anos: Vira Mundo Gera Vida”
Compositores: Leley do Cavaco, Renilson Rodrigues e Gustavo Fernando
Intérprete: Marcinho Diola

CLIQUE E OUÇA

Imperatriz vai começar o show
Comunidade, canta meu Forte
60 anos, gira mundo gera vida
O SESI vem na explosão da bateria.

Vem desfilar com a minha escola
Cantando e seguindo a canção
Em tempos modernos, harmonia
Nos anos dourados a indústria avançou
De braços dados ao trabalhador
Constroem o país é força matriz
A educação, resgata o valor
O cidadão é o sublime vencedor
A grande igualdade social
Que é o carnaval.

“Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer”
Vem, vamos embora, deixa o dia amanhecer
O samba é paz, minha inspiração
Em verde e rosa eu sou filho desse chão.

O bem estar, ideologia cultural
Cozinha Brasil, faz nossa alegria
O esporte no mundo, a superação
Felicidade, esperança e união
Respeito ao irmão, não é ambição sonhar
A grande esperança da nação
Essa gente guerreira
Na carta da paz, nasce uma entidade social
Qualidade de vida, destaque nacional.

.

NOVO IMPÉRIO

“Lendas e Maravilhas do Espírito Santo”
Compositor: Magno Brito de Assis
Intérpretes: Tim e Lolo

CLIQUE E OUÇA

Sou do Espírito Santo
Com orgulho do que canto
Venho a esta passarela para contar
Eu sou Novo Império da Vila
Com euforia nessa avenida desfila
Viajando pelo litoral maior porto mineral
Tubarão em Camburi eu vi
Quer viver o sonho lindo que eu vivi
Disse o poeta ao conhecer Guarapari
Que maravilha é conhecer a nossa ilha
Vitória cidade presépio do Brasil
Pedro Palácios na Penha construiu
O santuário de Nossa Senhora
Joia rara entre outras mil

Tem Alardo Ticumbi
Parecendo candomblé
Pra louvar São Benedito
À beira do Cricaré

O atu tem uma filha, é a lagoa Juparanã
Encantada se formou
A ilha do imperador pela fúria de Tupã
Subindo a serra de Santa Tereza
Que a beleza de flor eu conheci
Era a linda orquídea
Eleita a rainha da selva pelos colibris
No meu tempo de criança
Aprendi esse refrão, nunca mais esqueci

Eu sou capixaba da gema
Capixaba da gema do ovo
Traz teu lindo tema
Vem Novo Império
Vem cantar para o seu povo

.

SÃO TORQUATO

“Simplesmente Rosa”
Compositores: Leley do Cavaco, Renilson Rodrigues e Gustavo Fernando
Intérprete: Ricardinho Oliveira

CLIQUE E OUÇA

Mulher
Simplesmente Rosa
A flor mais formosa
Perfume exalando a arte
Desfilou a realeza, toda corte e nobreza
Com luxo em cada detalhe
Enriquecendo a cultura barroca estrutura a Rosa venceu
Abençoada pelo criador nos braços do Redentor
Linda trajetória de amor
Morada da dama em Copacabana são 40 graus de samba no pé
Pela Rua do Ouvidor, no sassarico eu vou
No balanço do jegue, o camelo dançou
E quem quiser vem comigo em busca do tesouro escondido
A terra abençoada de encantos mil
Foi seu Cabral quem descobriu

Na Apoteose campeã, foi mais feliz
A Leopoldina se tornou Imperatriz
No Tititi do Sapoti, seu estandarte
Na avenida dá um show à parte.

A vida se torna um enredo
Meu carnaval que se rende a artista
No PAN do Brasil, o mundo aplaudiu
O dom da sambista
Independentes veio homenagear
Jogando flores para Rosa desfilar

Voa minha águia e mostra a garra
Que a comunidade tem no coração
De asas abertas cobrindo meu manto
O pavilhão vermelho e branco.

.

PEGA NO SAMBA

“Nós que aqui Estamos por vós Esperamos”
Compositores: Diego Tavares, Thiago Bandeira, Dilson Marimba, Thiago Brito e Thiago Daniel
Intérprete: Danilo Cesar

CLIQUE E OUÇA

Viver… Sob a emoção do meu cantar
O show da vida… Vou comemorar
Me transformar na natureza
Em cada alma, a sinfonia despertar

O paraíso é pra quem um dia
Se fez honrado e merecedor
E quem não quer ser imortal?
E quem não quer sentir mais medo?
Pra “ela” não vir me buscar
Oh fonte eterna! Me dê seu segredo

Todo mundo cai no samba, vem cantar!
Vá de retro, “seu” barqueiro, sai pra lá
Não se assuste amor com a minha fantasia
Venha embarcar nessa folia

Mistérios escritos na história
Memórias que o tempo não apagará
O pecado, a traição
Dalila corta “a força” de Sansão

À arte eternizei,
Tal qual poeta na ciência me inspirei
Festejei a “diablada” no desabrochar da primavera
Em tantas culturas, na morte encontrei
A luz pra uma Nova Era

Pega no Samba… Valente e Guerreira
Sua estrela ilumina o meu céu
És o bem maior da minha vida
Mostra na avenida o seu papel

.

ANDARAÍ

“Milson Henriques, Bodas de Ouro em Verde e Rosa”
Compositores: Claudinho Vagareza, Thiago Bandeira, Diego Tavares, Thiago Daniel, Lauro e Lourival das Neves
Intérprete: Lauro

CLIQUE E OUÇA

Nasceu artista!
Foi desde cedo um grande observador
O seio da família fez sorrir
Embalado no carinho da Tia Zizi
Fazendo da vida sua arte, o menino logo parte
E ganha o mundo…
Faz da cidade o palco para sua luta
E o talento falou mais alto
A força de vontade foi um salto
Impulsionando esse gênio a brilhar

No teatro e TV, Milson Henriques encantou
Nesta terra, sua estrela brilhou
Batalhou pra valer
Em seu sonho de Vitória
Escrevendo sua própria história

Despertou paixões, sofreu perseguições
Cada vez mais inspirado
Um turbilhão de emoções
Por seus amigos, jamais abandonado
Em suas viagens, sempre descobrindo
Novas imagens de inspiração
Sem temer a solidão
Entregou o coração à felicidade
Produzindo cada vez mais “Paixão”
Boêmio de verdade!

Hoje a multidão te aclama
Andaraí é teu lugar
Ouça esse povo que te ama
E canta para te homenagear

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados à Conquista Marketing e Propaganda - 2005 à 2011.