Jundiaí: Arco-Íris Enredo 2014

Publicado por Rota do Samba em

ENREDO 2014-1-3

NOSSA PROPÓSTA PARA  O CARNAVAL  2014

Arco Iris_logo do enredo 2014

       Já que o Brasil se encontra  no clima da copa,  a ARCO-ÍRIS pretende viajar com destino exclusivo  e conhecer um pouco dos países  onde a nossa seleção brasileira teve o privilégio de levantar  5 vezes a tão cobiçada taça de campeã!

       Em 1958 como todos sabem,  a copa foi realizada na Suécia, país nórdico  terra dos famosos guerreiros Vikings, onde em 29/06 daquele ano nossa seleção sagrou-se campeã vencendo a anfitriã, a própria Suécia por 5 a 2!

Em 17 de junho de 1962 ainda na era do radio, a  grande proeza do bi campeonato foi na Cordilheira dos Andes, Chile, pais latino Americano, fonte dos melhores vinhos do mundo, no Estádio Nacional de Chile, onde nosso esquadrão de ouro derrotou a Tchecoslováquia por 3 a1 em Santiago, a taça foi levantada pelo capitão Mauro!

      E ainda para enaltecer nosso saudoso craque nesse  ano, Garrincha foi premiado com a bola de ouro!

       Em 21 de junho de 1970, foi no simpático país de los panchos e das lãs muchachas, sombreros e tequila, onde nossos canarinhos surpreenderam no Estádio Asteca na cidade do México os grandes adversários Italianos, com a façanha da terceira conquista, ecoou nos ouvidos de 90 milhões de brasileiros e no mundo todo, o grito de tricampeão, quando a taça se tornou definitivamente patrimônio brasileiro!

     Em 1994 viajamos para as terras do Tio Sam em 17 de Julho, país do 1º mundo das tecnologias avançadas, Estados Unidos da América,  maior produtor de cinema e ficção, mais uma vez levantamos a taça, a quarta conquistada, foi em 17 de Julho, Estádio Rose Bowl em Los Angeles, vencemos por 3 a 2 e outra vez contra a Itália nossa eterna adversária! O premio de melhor jogador foi para o Romário e nossos craques receberam o titulo do time mais espetacular!

      Entramos no novo milênio e voamos para outro continente,  visitamos as  terras dos olhos puxados, 2002 o torneio foi no Oriente, no mundo asiático, onde tudo é diferente, Japão e Coréia do Sul, emoldurados pela cultura exótica de encantos e mistérios.

      Nesse inicio de século foram os anfitriões da copa e bons parceiros, países que mais uma vez surpreendemos no Estádio Internacional na cidade de Yokohama, em 30 de Junho vencemos a grande Alemanha por 2 a 0 e mais uma vez encantamos, Brasil pentacampeão!

      Agora chegou a hora de passear em nosso pais e  se contagiar de emoção, a copa será aqui, vamos todos dar as mãos e mostrar  ao mundo que aqui  é o verdadeiro país do futebol, porque a fé é nossa usina de energias que geram de norte ao sul, de leste a oeste, vamos levantar a taça pela 6ª vez,  nesta copa seremos os anfitriões dos turistas e visitantes, daremos as boas vidas a todos  que aqui chegarem,  quando daqui partirem  com saudades  ficarão e  lembrarão que o Brasil não é só o país da bola, mas do carnaval triunfal com muito samba também!

       Esta é a proposta da ARCO-ÍRIS para o ano da copa que vem aí, vamos encerrar  esta viagem com chave de ouro, mostrando a todos que aqui vierem, o Brasil  do samba e do futebol, admirado por todos e que continuará sendo o maior tesouro, patrimônio universal da Humanidade!

CINCO CONQUISTAS LÁ FORA, BRASIL A BOLA DA VEZ AGORA!

      Autor-Foguinho  (carnavalesco)
Pesquisa-Fernando T. Sodelli     (Dir. de carnaval)

Nas cores do ARCO-ÍRIS, partiremos com destino aos países conquistados pelo nosso futebol.

Com nosso esquadrão de ouro a Suécia foi derrotada em sua própria casa, pela primeira vez na história o Brasil se consagrou, seu destino de sucesso em 1958 se iniciou!

Lá na  Escandinávia, terra dos Vikings, de reis e rainhas e dos contos de fadas, o Brasil ficou famoso mostrando ao mundo a arte da bola no pé, dali pra frente quem subiu ao ponto mais alto do trono e que é até hoje ocupado pelo nosso rei Pelé!

Quanta emoção ao chegarmos a este lugar de rara beleza, a Cordilheira dos Andes, origem dos Mapuches, o Chile vim visitar, onde em 1962 o Brasil se sagrou bi-campeão, mais uma vez a taça por nós foi  levantada, neste país de  gente hospitaleira, em que o vinho é o  tesouro principal, com esta bebida sagrada  e  no ritmo da cueca também vim comemorar a vitória aqui conquistada em passado triunfal, conheci a ilha da pascoa e também a dança Sau sau!

Valeu a estadia neste simpático país, é hora de seguir em frente  viajar para outras terras no mesmo continente, a região asteca é a próxima parada!

No Mexico cheguei, aqui encontrei  lugares fascinantes, principalmente o estádio onde aconteceu a posse definitiva da tão desejada taça, o Brasil  pela 3ª vez venceu, contagiou com a alegria os corações de 90 milhões de brasileiros.

Foi muita emoção, vim pra reviver a felicidade e a bondade desta nação acolhedora que tanto torceu para o nosso time em todo tempo da competição, 1970 ficou marcado na história quando o Brasil chegou a vitória neste chão, a Lá Cucaracha hoje aqui cantei com los companheros de sombreros enfeitados, comemorei com tequila o tri aqui conquistado! Chegou a hora de dar adeus, também tenho que partir, não será preciso navegar, para no próximo pais chegar, estou próximo da divisa dos comanches e na casa do Tio Sam entrar!

Estados Unidos é o pais do primeiro mundo, não existe outro lugar, mas futebol não é teu forte, o Brasil veio te ensinar, aqui é o celeiro de artistas, mas na arte da bola o Brasil é o único lugar!

A estatua da liberdade, monumento colossal, Las Vegas a cidade iluminada é divinal, Disney Word, o sonho da criançada, lugar sensacional!

Em 1994 aqui o Brasil se tornou tetra campeão, mostrou mais uma vez a garra da seleção, pintou o Estadio de verde e amarelo e mais uma vez o hino Brasileiro foi ouvido e cantado pelo mundo inteiro!

Agora seguirei com rumo desconhecido em outro continente, na Asia um mundo bem diferente daquilo que conhecemos!

Coréia do Sul e Japão, origens das artes Marciais, mandarins e samurais, seus olhos puxados ficaram arregalados com a última copa que aqui aconteceu, quando o  país da bola entrou em campo o estádio estremeceu, o campo  foi o tatame da grande batalha, mais uma vez  em 2002 pela 5ª vez o Brasil venceu, aqui  estou de quimono para reviver  e ouvir a história deste povo do oriente, encantados pelo futebol brasileiro, se tornaram fãs de carteirinha do país da bola e pela nossa gente!

No encerramento desta aventura fomos convidados para confraternizar, a cerimonia foi regada a saquê, e na mesa talheres de palito, yakisoba com fartura para saborear!

Estou de malas prontas para em meu querido Brasil voltar, onde seremos os anfitriões do maior espetáculo do mundo, o samba e o futebol, vamos arrumar a casa para agradar a visita de quem aqui chegar, afinar o tamborim e o pandeiro para nossa bateria brilhar, dar um arranjo especial em nossas passistas e mulatas e nossas queridas baianas vão encantar, mestre sala e porta bandeira irão receber essa gente e o pavilhão apresentar.

Estaremos todos de mãos dadas, com uma corrente pra frente e com fé  no coração aqui conquistaremos a 6ª taça, para orgulho da nação.

Vamos mostrar aos estrangeiros que temos orgulho de ser brasileiros, pois aqui é o celeiro que contagia a alegria universal.

Este é meu Brasil, pais da bola, do samba e do consagrado maior espetáculo da terra, o carnaval!

                                                                                                                                Foguinho


5 comentários

SANDRA FILLARDI · 30 de novembro de 2014 às 19:14

Parabéns ao compositor Filhinho do Grimaldi por esse excelente samba que vai homenagear os professores escrito para a Agremiação Arco Iris de Jundiaí, tenho certeza mais uma vez, assim como no ano passado, que essa escola vai dar show na avenida.
O samba do ano passado que falava das conquistas do Brasil nas Copas do Mundo foi o Filhinho quem fez e presenteou algumas pessoas como parceiros devido não conhecer ninguém em Jundiaí, esse ano ganhou de novo e mais uma vez foi prejudicado pois seu samba foi escolhido mesmo depois de ter perdido para os compositores Filé e André Pantera, ocorre que a diretória considerou que os jurados não analisaram corretamente a sinopse e decidiram reverter a situação e deu Filhinho novamente, como os compositores que ganharam e até foram remunerados ficaram ameaçando a agremiação a diretoria decidiu acrescentar os nomes de Filé e André Pantera na autoria do samba mesmo sem os dois terem escritos uma linha sequer.

SANDRA FILLARDI · 30 de novembro de 2014 às 19:00

Eu li esse caso que ocorreu com a eliminatória da Arco Iris de Jundiaí e se eu fosse o Filhinho do Grimaldi eu não aceitaria o nome dos dois caras em seu samba pois conheço o trabalho desse excelente compositor e o mesmo sempre faz seus sambas sozinhos, basta ver seus trabalhos no Youtube, se a diretoria decidiu pelo seu samba não tem que temer ameaças do André Pantera e Filé pois os mesmos foram remunerados e não podem reclamar de nada, a diretoria não é obrigada a prejudicar a agremiação devido o ego de ambos.

ROBERTO ANDRADE · 30 de novembro de 2014 às 18:54

Aconteceu um fato interessante na Escola de Samba Arco Iris de Jundiaí-SP nesse ano de 2014, Fez-se uma eliminatória para escolha do Samba Enredo que irá para a avenida em 2015 e os compositores Filé e André Pantera foram os vencedores, como o samba era muito feio, totalmente fora da sinopse e muito mal escolhido por jurados que não souberam entender o que a historia realmente pediam, fizeram uma reunião no dia posterior e decidiram escolher o samba que realmente era de agrado da
diretoria e da comunidade que era do Filhinho do Grimaldi, chegaram até pagar o prêmio para o Filé e André
que não entenderam a mudança e prometeram processar a Agremiação, com medo, a escola decidiu acrescentar na obra do Filhinho o nome dos dois sem ter escrito uma linha sequer. ..Quê Lambança hein !!!

Sandra Moreira · 1 de janeiro de 2014 às 19:54

Parabéns Arco Irís, eu simplesmente fico com dó das có-irmãs
porque tenho certeza que com a pegada desse samba que é muito lindo e o talento e criatividade do foguinho vocês vão arrebentar na passarela do samba de Jundiaí, o que não pode acontecer é comparecer ao desfile com poucos componentes, esse desfile tem que ficar na historia e como diz a letra do samba tem que fazer a massa agitar nas arquibancadas.

Rogerio Drumond · 24 de dezembro de 2013 às 15:31

Adorei esse tema escrito pelo foguinho e quando ouvi o samba fiquei maravilhado pois um dos compositores é o Filhinho do Grimaldi que já é muito conhecido pelos trabalhos que divulga no You Tube e pelas grandes vitorias conquistadas em dezenas de agremiações por esse Brasil, esse compositor escreve muito e percebi logo de cara que esse samba é muito superior ao do ano passado em termos de rimas e qualidade melodica. Parabéns Arco Iris !!!

Deixe uma resposta para Sandra Moreira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.